Boa carga de flores nos cachos indica um ótimo rendimento da canola

O ciclo de desenvolvimento da canola avança e 39% das lavouras já estão em enchimento de grãos na região de Santa Rosa. De acordo com o Informativo Conjuntural produzido pela Gerência de Planejamento (GPL) da Emater/RS-Ascar e divulgado nesta quinta-feira (13/08), a cultura apresenta boa carga de flores nos cachos, fator que possivelmente irá resultar em um ótimo rendimento, se não houver geadas após a ocorrência das chuvas previstas para os próximos dias.

Os dias secos, bastante ensolarados e com grande amplitude térmica da semana anterior, aliados às boas condições de umidade no solo, também propiciaram ótimo desenvolvimento do trigo no Estado, estando 11% das lavouras em floração enquanto que 89% permanecem em fase de germinação e desenvolvimento vegetativo. Nas regionais da Emater/RS-Ascar de Pelotas, Frederico Westphalen e Santa Rosa, os cultivos estão com bom desenvolvimento. Na de Pelotas, as lavouras se apresentam bem implantadas e com bom estande. O tempo seco tem contribuído para a recuperação das áreas cujo desenvolvimento atrasou sob os efeitos dos dias mais frios. 

Nas regiões de Santa Maria, Ijuí e Frederico Westphalen, os cultivos de aveia branca se encontram com bom desenvolvimento e bom estande de plantas. Na de Santa Maria, 5% das lavouras já entraram na fase de enchimento de grãos. Na de Ijuí, as primeiras lavouras semeadas em Tenente Portela foram colhidas durante a semana. Nessas áreas, a tradição é de plantio no cedo, para na sequência entrar a cultura do milho. Nas regionais de Ijuí, Erechim e Frederico Westphalen, as lavouras de cevada estão com bom desenvolvimento, e a perspectiva é de boa produtividade. Na de Ijuí, o tempo seco beneficiou a cultura, com menor pressão de doenças e pragas. 

Já em relação às culturas de verão, o Informativo Conjuntural estima que a metade dos produtores de soja da região de Bagé que utilizam financiamento já encaminharam projetos aos agentes financeiros. Alguns já acessaram os recursos e parte dos projetos se encontra em fase de contratação. Na regional de Pelotas, ocorrem negociações para a ampliação dos prazos, que eram de um a dois anos. Os sojicultores seguem manejando forrageiras de inverno, principalmente com pastoreio de bovinos de corte e ovinos, nas áreas a serem implantadas com a cultura. As plantas espontâneas de soja que haviam germinado após a colheita e estavam vegetando foram controladas naturalmente pelo frio intenso e pela formação de geadas. Seguem o manejo e controle de invasoras, a amostragem de solo para análise e a compra de insumos. 

Intensifica-se o planejamento das atividades para a cultura do milho, e foi iniciada a semeadura nas regiões da Emater/RS-Ascar de Ijuí, Frederico Westphalen, Soledade e Bagé. Na de Ijuí, o plantio iniciou nos municípios situados mais ao Norte, onde a probabilidade de geadas tardias é pequena e o período recomendado pelo zoneamento de risco climático iniciou no primeiro dia deste mês. Com umidade do solo adequada, a semeadura vem sendo realizada de modo muito eficiente, com excelente deposição de sementes, em adequada profundidade e baixo revolvimento de solo no sulco. 

Nas regionais da Emater/RS-Ascar de Bagé e Soledade, a sequência de dias ensolarados da última semana permitiu as atividades de preparo de áreas de arroz para a próxima safra. Na de Bagé, as várzeas apresentam boas condições de umidade do solo para os trabalhos de preparo e construção de taipas de contenção de água nas lavouras. Os volumes de chuvas abaixo da média histórica em julho, associados às reduzidas precipitações em agosto, preocupam os rizicultores, pois o volume armazenado nos reservatórios está abaixo do ideal. 

Foto: Deise Froelich
Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar 

Comenta aí o que você achou dessa matéria...