Segunda fase de estudo sobre coronavírus ocorreu no fim de semana

Ao todo, 500 moradores de Passo Fundo foram testados para a doença. Resultados desta segunda fase devem ser divulgados na quarta-feira (29)

Passo Fundo participou, neste fim de semana, da segunda fase da pesquisa inédita que irá mapear os casos de coronavírus no Rio Grande do Sul, avaliar a velocidade de disseminação da Covid-19 e fornecer subsídios para estratégias de saúde pública baseadas em evidências científicas. Ao todo, 500 passo-fundenses foram testados e entrevistados nesta etapa com auxílio de pesquisadores da Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade Federal da Fronteira Sul (Uffs) e Faculdade Meridional (Imed). A previsão é que os resultados sejam divulgados nesta quarta-feira, 29 de abril, pelo governo do Estado, que encomendou a pesquisa que é coordenada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Na primeira etapa, que ocorreu entre os dias 11 e 13 de abril, os pesquisadores estimaram que mais de 5600 gaúchos podem ter sido contaminados pela Covid-19. A pesquisa busca estimar o percentual de gaúchos com anticorpos para o vírus; a velocidade de expansão da infecção ao longo do tempo; o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas; e cálculos precisos de letalidade. Além de Passo Fundo, também foram realizados testes rápidos nos municípios de Porto Alegre, Canoas, Santa Maria, Uruguaiana, Santa Cruz do Sul, Ijuí e Caxias do Sul. Ao todo, são 4,5 mil participantes da amostra. As próximas fases estão programadas para 9 a 11 de maio e 23 a 25 de maio.


Foto: Divulgação

Assessoria de Imprensa/ UPF

Comenta aí o que você achou dessa matéria...