Ronda Alta – Comércio será obrigado a fechar a partir de hoje, com exceção dos serviços essenciais:

O Decreto Municipal nº 1823 acrescenta novas medidas de prevenção no combate aos efeitos do Coronavírus (COVID-19). Agora, o Governo Municipal estará adotando novas normas, em conformidade com Decreto Estadual 55.129/2020, que dispôs sobre o Estado de Calamidade Pública do Rio Grande do Sul.

A partir desta sexta-feira, 20 de março, o comércio em geral será obrigado a fechar em Ronda Alta, com exceção dos estabelecimentos tidos como essenciais, entre eles: farmácias, supermercados e postos de combustíveis.

Estabelecimentos que devem ser fechados:

  • Lojas
  • Academias
  • Hotéis
  • Oficinas Mecânicas
  • Todos aqueles não considerados essenciais;
Foto: Assessoria de Imprensa Prefeitura Municipal

BM de Ronda Alta e Fiscais Municipais orientaram comerciantes para paralisarem atividades

Na manhã e tarde desta sexta-feira, 20 de março, a Brigada Militar de Ronda Alta passou pelos estabelecimentos comerciais do município, junto dos fiscais municipais, num primeiro momento orientando para que fechem as portas.

Os agentes instruíram as pessoas para que paralisem suas atividades, em virtude das normas inseridas no Decreto Estadual nº 55.129/2020 que dispõe sobre o Estado de Calamidade Pública do Rio Grande do Sul, bem como o Decreto Municipal nº 1823.

Segundo esses dispositivos de lei, poderão permanecer atuando os serviços essenciais, entre eles: farmácias, supermercados e postos de combustíveis.

Primeiramente, há uma orientação, somente. Porém, em caso de descumprimento, implicará em Sanção Administrativa (multa) e Criminal.

Baixe o decreto e confira o mesmo na integra:

Comenta aí o que você achou dessa matéria...