Hipótese de motorista de van ter jogado veículo contra ônibus é investigada

A Polícia Civil vai investigar se o acidente que envolveu um ônibus com torcedores do Grêmio foi provocado intencionalmente pelo motorista de uma Van, que invadiu a pista contrária.

No último domingo, 03, uma grave colisão na BR 386, por volta das 6h, em Tio Hugo, resultou na morte de uma pessoa e deixou diversas pessoas feridas.

Conforme informações apuradas no local, Luiz Carlos da Silva Marques, de 63 anos, sargento da reserva da Brigada Militar, motorista de uma Van, modelo furgão, com placas de Capivari do Sul, por razões ainda desconhecidas, invadiu a pista contrária e colidiu frontalmente com um ônibus que transportava torcedores do Grêmio da cidade de Quedas do Iguaçu/PR para a cidade de Porto Alegre, no Gre-Nal.

O coletivo estava lotado com 44 pessoas, sendo que quatro permanecem em estado grave. Segundo o motorista reserva do ônibus, eles estavam trafegando no sentido Carazinho/Tio Hugo, quando no Km 209 foram surpreendidos pela Van.

A casa do sargento da reserva, horas antes do acidente, teria sido incendiada e, de acordo com a Brigada Militar do município, ele é o principal suspeito.

O incêndio:

Conforme a polícia de Capivari do Sul, horas antes do acidente do homem, o Corpo de Bombeiros daquele município teriam atendido a ocorrência do sinistro na casa do ex-militar.

Do local, populares tiraram uma caminhonete Toyota Hilux para fora do pátio da residência. Segundo os bombeiros, havia vestígios de gasolina na parte de dentro da caminhonete, bem como uma caixa de fósforos em cima do banco. O veículo também era do sargento.

Ainda conforme informações, a mulher do suspeito foi até a Delegacia de Polícia de Gravataí registrar queixa sobre ele. Ela afirmou, segundo a polícia militar, que ele havia ameaçado atear fogo no imóvel. Além disso, o casal passava por processo de separação.

O caso está sendo investigado.

Créditos: Bruno Reinehr/Rádio Planalto News

Comenta aí o que você achou dessa matéria...