Entidades preparam ato unificado do funcionalismo na quinta-feira

Mais de 20 entidades e centrais convocam suas categorias para uma assembleia unitária no Largo Glênio Peres, às 13h30. A intenção é inaugurar uma nova fase de lutas contra os ataques aos servidores(as) e o desmonte dos serviços públicos.

Em pauta, estão as reformas que retiram direitos, achatam salários, atacam carreiras e reduzem o acesso a serviços essenciais das três esferas, protagonizadas por Eduardo Leite, Bolsonaro e Marchezan.

Além do ato, diversas entidades organizam paralisações no dia 14 e assembleias das categorias pela manhã. Educadores(as) e policiais civis, por exemplo, devem cruzar os braços.

Para os educadores(as) da rede estadual, os ataques incluem o fim de vantagens temporais (triênios e quinquênios) e da incorporação de gratificações, aumento do tempo de contribuição, difícil acesso apenas para escolas do campo e taxação de aposentados(as) que recebem um centavo acima do salário mínimo, sem prever qualquer compensação, além do congelamento dos salários de toda a categoria por anos.

O Conselho Geral do CPERS, reunido na última sexta-feira, deliberou pela realização de Assembleia Geral pela manhã, às 9h30, na Praça da Matriz. Caso o governo não envie os projetos de alteração nas carreiras e na Previdência Estadual nesta semana, a instância pode deflagrar a greve da categoria, até então condicionada ao protocolo da reforma na Assembleia Legislativa.

Relação de assembleias confirmadas para o dia 14:

Sindicaixa, Sindsepe, Sintergs, Afagro – assembleia unitária, às 10h, no Salão da Igreja Pompéia

UFRGS, UFCSPA e IFRS – 10h no Auditório da Economia / UFRGS

SIMPE e APROJUS – 9h30 no Hotel Embaixador

SINDJUS – assembleia pela manhã (local e horário?)

SINDISERF – assembleia às 9h (local?)

CPERS – 9h30 na Praça da Matriz

AFOCEFE – 10H no auditório do sindicato

SINDPERS – 11H no Glênio Peres

Participam do ato no dia 14: ADUFRGS, AFAGRO, AFOCEFE-Sindicato, ASSUFRGS, CEAPE-Sindicato, CPERS, CTB/RS, CUT/RS, INTERSINDICAL, FETRAFI, SEMAPI, SENERGISUL, SIMPA, SIMPE-RS, SINASEFE, SINDIÁGUA, SINDICAIXA, SINDISPGE/RS, SINDJUS/RS, SINDPERS, SINDSEPE/RS, SINDISERF/RS SINPRO/RS, SINTERGS, SINTRAJUFE-RS e UGEIRM

Fonte: Cpers