Vida após o câncer

Um dos principais dilemas do paciente é retomar o cotidiano após o tratamento

Muitos pacientes se questionam: como será a sua vida após o tratamento do câncer, por onde começar? A agenda para os cuidados médicos e exames será reformulada para outros compromissos. O paciente retornará ao trabalho, às atividades de lazer que foram deixadas de lado, aos eventos sociais que muitas vezes não foi possível participar. Algumas coisas sofrem alterações nos meses de tratamento, mas outras permanecem iguais. A reflexão inicial que o paciente deve fazer é como ele realmente deseja que a vida seja a partir deste momento.

O diagnóstico e o tratamento do câncer trazem muitos questionamentos e reflexões durante todo o processo, permitindo que o paciente possa fazer novas escolhas e seguir um estilo de vida mais saudável. “As pessoas passam a dar mais valor à vida, aos amigos, familiares, à forma como conduzem a vida. Aprendem a viver a vida intensamente, um dia de cada vez, passam apreciar os bons momentos e olhar a vida com mais amor”, observa a psicóloga do Centro de Tratamento do Câncer (CTCAN), Susie Noschang.

Os pacientes costumam buscar novas atividades e tempo para fazer coisas que consideram realmente importantes, mas que antes não se permitiam fazer. “Eles começam a entender a importância de fazer atividade física e ter uma alimentação saudável, mudar ou melhorar o seu estilo de vida. Presenteiam-se com novas oportunidades, conhecem lugares diferentes, retomam projetos de vida que foram deixados de lado, entre outras coisas”, comenta a psicóloga.

Quem passa por um diagnóstico de câncer também tende a perceber as coisas negativas da vida de forma diferente. A vivência do tratamento faz o paciente olhar para as dificuldades de maneira mais otimista, tendo possibilidades de solução, não se resignando ao problema. “Ter a sensação de estar vivo e ter vencido faz com que muitos medos, pensamentos e atitudes negativas que o paciente tinha antes, sejam absorvidos e neutralizados. Passa a se posicionar diante da vida corajosamente e sente-se capaz de realizar coisas que talvez antes não pudesse fazer”, explica Susie.
 
A psicóloga salienta que conhecer mais a si mesmo, identificar o que realmente lhe faz bem ou não, saber fazer escolhas conscientemente é uma das formas de seguir em frente. “É uma mudança que ocorre com quem se permite olhar, pensar e analisar cuidadosamente tudo que acontece ao seu redor. É uma experiência que pode trazer muito autoconhecimento e percepções diferentes diante da vida, tendo assim, atitudes mais positivas, resultando no seu crescimento pessoal”, enfatiza a psicóloga.

Assessoria de Imprensa CTCAN
Natália Fávero

Comenta aí o que você achou dessa matéria...