Distrito Industrial: a hora de ampliar

O Brasil, um país exclusivamente agrícola, tem em seus municípios do interior dos estados uma predominância ainda maior do agro no total de sua economia.


Aqueles que fizeram o dever de casa, nas décadas de 1990 até 2010, hoje já modificaram sua plataforma econômica e passaram a receber os benefícios de uma diversificação maior e a geração de empregos.


A agricultura ainda se apresenta muito promissora na geração de renda e manutenção de empregos no campo. Mesmo em tempos de crise nas atividades em geral, as oportunidades aparecem e novos negócios surgem pela dedicação e empreendedorismo na prestação de serviços e nas plataformas industriais.


Ronda Alta iniciou em 2014 a adequação de um espaço destinado ao Distrito Industrial, que envolveu grandes obras de terraplenagem e de aterro para dar condições de instalação. Hoje os terrenos, na sua parte frontal, estão todos destinados, exceto um que ainda passa por processo de destinação.


A visibilidade proporcionada pela grande circulação de trânsito regional, promoveu um crescimento imediato das atividades instaladas e por consequência já é visível a significativa quantidade de empregos gerados.
Cumprida essa etapa, as atenções se voltam para a possibilidade de aquisição de novas áreas com o mesmo modelo de ocupação, no entanto, isso só será viável quando a comunidade apresentar demanda e estiver disposta a apoiar um investimento dessa envergadura a ser feito pelo município.

Foto: Silvia Dóro/Assessora de Imprensa Prefeitura Mun. de Ronda Alta
Foto: Silvia Dóro/Assessora de Imprensa Prefeitura Mun. de Ronda Alta
Foto: Silvia Dóro/Assessora de Imprensa Prefeitura Mun. de Ronda Alta
Foto: Silvia Dóro/Assessora de Imprensa Prefeitura Mun. de Ronda Alta

Comenta aí o que você achou dessa matéria...