Ícone do Rádio, Gil Gomes morre aos 78 anos em São Paulo

O jornalista e radialista estruturou sua carreira de sucesso através das crônicas policiais.

Na segunda feira Gil Gomes passou mal em sua residência, na Zona Sul de São Paulo. Ele veio a falecer na madrugada desta terça-feira (16) no Hospital São Paulo, aos 78 anos.

Segundo a assessoria do centro médico, o radialista morreu em decorrência de um câncer.

Relembre momentos da carreira de Gil Gomes:

  • Aos 18 anos iniciou os trabalhos na área jornalística no rádio, como locutor esportivo;
  • Em 1968 deixou a crônica esportiva para cobrir reportagens de temas diversos;
  • O destaque de sua carreira ocorreu quando realizou cobertura em um caso de agressão sexual. A partir disso, as crônicas policiais de Gil Gomes transformaram sua vida;
  • Nos anos 90 fez parte da equipe do programa “Aqui Agora”, do SBT.
  • Trabalhou em outras emissoras;
  • Ficou afastado por mais de 10 anos da TV, após ser diagnosticado com Mal de Parkinson.
  • Em 2016 participou como comentárista em um programa televisivo patrocinado por uma rede de farmácias.

** Foto: Agilberto Lima/Estadão Conteúdo – Gil Gomes em 2002 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + dezesseis =