PF contabiliza um total de R$ 51 milhões em imóvel que seria usado por Geddel

A Polícia Federal terminou de contar o dinheiro apreendido no “bunker” que seria do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Foram contabilizados cerca de R$ 51 milhões, entre moeda corrente em reais e dólares.

Nos pacotes totalizados em reais, foram registrados R$ 42.643,500,00. Já nos volumes em dólares havia US$ 2.688,000,00. Com a cotação do dia, seriam mais de R$ 8,3 milhões. No total, somaram R$ 51.030.866,40.

Segundo a Justiça Federal, o local era utilizado por Geddel para armazenar dinheiro obtido em crimes relacionados à manipulação de créditos e recursos na Caixa Econômica Federal. Oficialmente, o imóvel pertence a Silvio Silveira, que o teria emprestado a Geddel para guardar, supostamente, pertences do pai do ex-ministro, morto em janeiro do ano passado.

Geddel Vieira Lima cumpre, atualmente, prisão domiciliar no apartamento da família na Barra, outro bairro nobre de Salvador. Como o estado da Bahia não dispõe de tornozeleira eletrônica, o ex-ministro cumpre a pena sem o equipamento de monitoramento. A Secretaria de Administração Penitenciária da Bahia informou à Agência Brasil que o contrato com a empresa fornecedora das tornozeleiras prevê a entrega do equipamento até o próximo dia 20.

O ex-ministro foi preso em julho acusado de participar de esquema ilegal de liberação de recursos na Caixa, banco do qual foi vice-presidente durante a gestão Dilma Rousseff. No governo Temer, ele foi ministro da Secretaria de Governo, responsável pela articulação política do Palácio com o Congresso, pela distribuição de cargos e de emendas parlamentares. Desde 12 de julho, o ex-ministro está em prisão domiciliar sem o uso de tornozeleira eletrônica por ordem do desembargador Ney Bello.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *