19ª Feisa encerra com recorde de público e vendas iniciais de R$ 6,5 milhões

 

Os resultados de negócios gerados durante a feira serão fundamentais para a prospecção de novas vendas nos próximos meses

 

Após cinco dias e bons negócios, a Feira das Indústrias de Sarandi (Feisa), uma das maiores exposições de indústrias do Norte do Rio Grande do Sul, terminou nesta segunda-feira (1º), na cidade de Sarandi/RS. A edição de 2017 teve público recorde de aproximadamente 50 mil visitantes e um aumento de 40% nas vendas em comparação com a edição anterior – realizada em 2015 -, o que representou em vendas iniciais aproximadamente R$ 6,5 milhões. Neste ano, participaram 120 expositores dos setores têxtil, moveleiro, agronegócio, metalmecânico, construção civil, agricultura familiar e veículos.

“Com a participação de 120 expositores e cerca de 50 mil visitantes, a Feisa 2017 gerou negócios declarados pelos expositores da ordem inicial de R$ 6,5 milhões”, disse o presidente Carlos Alberto Lucietto, ao encerrar a feira.(eu tiraria essa parte, pq isso já tá dito) O volume de vendas representa um aumento de 40% em relação à edição passada. “Alcançamos os nossos objetivos e atraímos milhares de pessoas de toda a região para conhecer o que a indústria de Sarandi produz. Os expositores e os visitantes saíram satisfeitos, fechando bons negócios aqui na feira, e com amplas possibilidades de prospecção de vendas futuras, o que ampliará em muito os resultados para as empresas que participaram da 19ª Feisa”, comentou Carlos Alberto Lucietto, presidente da comissão organizadora da feira.

 

Negócios fechados

A Feisa resultou em bons negócios para visitantes e também para expositores. O produtor rural Flávio Antônio Zini foi um dos que aproveitou os valores promocionais da Feira para realizar bons negócios. Com lavoura em Barreirinhos, ele adquiriu um autopropelido, máquina utilizada na polinização. “Venho sempre aproveitar as oportunidades”, comenta o agricultor. Odair Buffon, gerente de peças e implementos da Cotrisal, comemora não apenas o negócio – que resultou em uma transação de R$520 mil -, como também os resultados da edição: “Tivemos um crescimento alto em relação a 2015, na casa de 70%. Além de bons negócios, também fizemos muitas prospecções”, celebra.

Andressa Bergmeier é de Victor Graeff/RS. Ela visitou a Feisa a convite de um amigo e acabou fechando um bom negócio. O preço mais baixo e a boa proposta no seu carro usado a convenceram a levar para casa um Ford Ka 0 KM.  “Eu já estava pesquisando fazia algum tempo. Não viemos com a intenção de comprar, mas como o preço estava bom a gente acabou fechando”. Ela também aproveitou a Feisa para fazer outras compras. “Achei a feira muito boa. Comprei também algumas roupas com preços muito acessíveis. Valeu muito a pena ter vindo para cá”.

O público da região foi atraído, em grande parte, pelas novidades nos setores têxtil e moveleiro. Sandra Bet é de Chapecó/SC e aproveitou a visita à Feisa para levar alguns produtos para casa. Os preços acessíveis e a grande variedade chamaram a atenção. “Encontramos muitas coisas novas, modernas. Principalmente nos planejados, o bom gosto predomina. O clima na cidade e a receptividade das pessoas são muito bons”.

 

Para a moradora de Palmeira das Missões/RS, Ângela Oliveira, os produtos e os preços estavam convidativos. “Achei tudo muito bonito, com tendências super atuais. Para o que eu vim buscar, encontrei ótimos preços. Com certeza vou voltar em outras edições”. Ademir do Amaral Lopes veio com a família de Ijuí/RS especialmente para visitar a feira. “Foi a primeira vez que viemos. É um bom espaço para comprar e comparar preços, já que podemos visitar várias lojas num mesmo local”.

 

Feisa

A Feisa é realizada pela Associação Comercial, de Serviços e Agronegócio de Sarandi (Acisar), com apoio da Prefeitura e da Câmara Legislativa de Sarandi. O objetivo do evento, que em 2017 completou 19 edições, é contribuir para a promoção de negócios das indústrias do município nos setores moveleiro, metalúrgico, têxtil, de vestuário, acessórios, alimentação, construção e do agronegócio. O evento conta com o patrocínio do Sicredi Região da Produção, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Aurora Alimentos, Móveis Boa Vista, Falkk Móveis, Caixa Econômica Federal e Governo Federal, Banrisul e Governo do Rio Grande do Sul e Rede de Farmácias Nossa Senhora de Fátima. Também foi realizado com apoio da Universidade de Passo Fundo (UPF), Água Mineral Sarandi e Cooperativa Tritícola Sarandi (Cotrisal). A próxima edição da Feisa acontecerá em 2019.

 

Legenda 01 (pavilhão têxtil): 

Produtos das indústrias têxteis de Sarandi foram dos mais procurados.

 

Legenda 02 (aérea): 

Durante os cinco dias da feira, foram quase 50 mil pessoas que lotaram os estandes em busca de novidades.

Foto: Divulgação Feisa/CX Produtora

 

Legenda 03: 

A Feisa encerrou nesta segunda-feira (1ª) com a perspectiva de negócios que contribuirão para o crescimento das indústrias de Sarandi.

Legenda 04: 

Andressa Bergmeier, de Victor Graeff/RS levou para casa um Ford Ka 0 KM.

Foto: Divulgação Feisa

 

Foto: Divulgação Feisa/Marcela Panassolo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *