População é chamada a agir contra o mosquito da dengue na época de maior proliferação

O Rio Grande do Sul começa 2017 sem novos casos de dengue, no entanto, a época é propícia para a proliferação do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, além da febre chikungunya e vírus zika.
Equipes da Vigilância Ambiental em Saúde da Secretaria Estadual da Saúde estão concentrados no litoral (sul e norte) e na região noroeste do estado, mas o controle deve ser mantido pela população em todo o Rio Grande do Sul.
Em 2016 foram confirmados 2437 casos de dengue, sendo a maior parte adquirida no Rio Grande do Sul.
Fonte:Rádio Piratini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *