Bombeiros retiram corpo de Teori dos destroços do avião

A equipe do Corpo de Bombeiros que trabalha no local da queda de avião que matou Teori Zavascki em Paraty retirou o corpo do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) dos destroços na madrugada desta sexta-feira. Teori foi a primeira das cinco vítimas fatais do desastre aéreo a ser resgatada da água pelos mergulhadores durante as operações de busca.

Durante a madrugada, os corpos do empresário Carlos Alberto Fernandes Filgueiras e do piloto Osmar Rodrigues também foram recuperados. As vítimas serão levadas para o Instituto Médico Legal (IML) de Angra dos Reis.

A aeronave de pequeno porte que saiu do Campo de Marte, em São Paulo, com destino a Paraty caiu no mar nas proximidades da Ilha Rasa, região da Costa Verde fluminense. Os bombeiros montaram base na Marina 188, em Paraty, para o trabalho de resgate. O avião só deve ser retirado da água ao longo da sexta-feira.

As vítimas do acidente são o ministro Teori, relator dos processos da Operação Lava Jato no STF, o empresário Carlos Alberto Fernandes Filgueiras, fundador do Grupo Emiliano, e o piloto da aeronave, Osmar Rodrigues. As identidades dos outros dois passageiros ainda não foram divulgadas.

 

Investigação

A Polícia Federal abriu um inquérito para apurar as causas do acidente. Um equipe de peritos foi enviada ao local do acidente e, em São Paulo, policiais federais foram ao Aeroporto Campo de Marte e recolheram documentos de registro do avião e do voo, bem como vídeos do embarque no hangar.

A aeronave de modelo King Air C90GT é da Beechcraft, fabricada em 2006. O avião é um turbohélice bimotor com capacidade total de oito pessoas, sendo sete passageiros. Os certificados estavam em dia, conforme registros da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O de aeronavegabilidade valia até 2022 e o de inspeção de manutenção, até abril deste ano.

 

Investigação

A Polícia Federal abriu um inquérito para apurar as causas do acidente. Um equipe de peritos foi enviada ao local do acidente e, em São Paulo, policiais federais foram ao Aeroporto Campo de Marte e recolheram documentos de registro do avião e do voo, bem como vídeos do embarque no hangar.

A aeronave de modelo King Air C90GT é da Beechcraft, fabricada em 2006. O avião é um turbohélice bimotor com capacidade total de oito pessoas, sendo sete passageiros. Os certificados estavam em dia, conforme registros da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O de aeronavegabilidade valia até 2022 e o de inspeção de manutenção, até abril deste ano.

 

 

Investigação

A Polícia Federal abriu um inquérito para apurar as causas do acidente. Um equipe de peritos foi enviada ao local do acidente e, em São Paulo, policiais federais foram ao Aeroporto Campo de Marte e recolheram documentos de registro do avião e do voo, bem como vídeos do embarque no hangar.

A aeronave de modelo King Air C90GT é da Beechcraft, fabricada em 2006. O avião é um turbohélice bimotor com capacidade total de oito pessoas, sendo sete passageiros. Os certificados estavam em dia, conforme registros da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O de aeronavegabilidade valia até 2022 e o de inspeção de manutenção, até abril deste ano.

Slide 1 de 8: Aeronave cai em Paraty (RJ)

1/8 SLIDES © Fornecido por Abril Comunicações S.A.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *