Mudanças anunciadas pelo Banco do Brasil não afetarão a região

Em todo o Brasil, 402 agências serão encerradas e outras 379 se transformarão em postos de atendimento

Os municípios do Alto Uruguai não serão afetados pela reorganização institucional anunciada no último domingo (20) pelo Banco do Brasil. Por meio de comunicado, a empresa declarou que em todo o Brasil um total de 402 agências serão desativadas e outras 379 se transformarão em postos de atendimento. No Rio Grande do Sul, a reorganização contempla 31 agências bancárias, sendo que 16 serão encerradas e 15 se tornarão postos de atendimento. A maioria delas está localizada em Porto Alegre.
A reorganização, conforma consta em nota enviada pela assessoria de imprensa do Banco do Brasil, vai ao encontro da nova proposta do BB que é se adequar ao novo perfil e comportamento dos clientes, com otimização de estruturas e ampliação de serviços digitais. O redimensionamento da estrutura de organização atinge todos os níveis: estratégico (direção geral), tático (superintendências nos estados), de apoio (órgãos regionais) e de negócios (agências).
Ainda no domingo, o banco havia anunciado as medidas e também a aprovação de um plano extraordinário de aposentadoria incentivada, que prevê incentivo aos funcionários que reúnam condições para se aposentar. Segundo o comunicado, atualmente, até 18 mil funcionários estariam aptos a aderir voluntariamente ao plano. Todas as mudanças serão implantadas no decorrer de 2017. O informe anunciava ainda que as mudanças “não comprometerão a presença do BB nos municípios em que atua”.

Economia anual de R$ 750 milhões
Só com a desativação das agências e a transformação em postos de atendimentos, o Banco do Brasil estima uma economia anual com despesas administrativas, exceto pessoal, de R$ 750 milhões, sendo R$ 450 milhões decorrentes da nova estrutura organizacional e R$ 300 milhões da redução de gastos com transporte de valores, segurança, locação e condomínios, manutenção de imóveis, entre outras.
Quanto à economia com pessoal, o comunicado informa que os impactos financeiros do plano serão divulgados ao mercado após o encerramento do período de adesão voluntária, que se estende até 9 de dezembro deste ano.
Ainda relacionada às medidas com pessoal, haverá mudanças destinadas à adesão à jornada opcional de trabalho de 6 horas diárias. Desde ontem (21), cerca de seis mil assessores da direção geral e superintendências também poderão aderir voluntariamente à nova jornada. A adesão resultará na redução de 16,25% do valor de referência da função, enquanto a jornada será reduzida em 25%. Se considerado o valor da hora trabalhada, haverá aumento de 12% para os funcionários que aderirem. A jornada de seis horas já foi anteriormente oferecida a funcionários que ocupam cargos comissionados não gerenciais na rede de agências e em órgãos regionais, com 71% de adesão.
Sem prejuízos aos clientes
Conforme comunicado da assessoria de imprensa do BB, o encerramento das agências e a implantação das demais medidas terão ampla divulgação. O Banco também divulgou telefones exclusivos para atendimento aos clientes sobre mudanças de agência: 0800 729 5282 para pessoas físicas e 0800 729 5281 para empresas. A mudança de agência é automática. Os clientes não precisam fazer qualquer procedimento adicional e podem manter seus cartões e senhas para transações na nova agência, mesmo que haja alteração no número da conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *