Prefeito eleito é preso em operação contra desvio de verba em Monte Belo do Sul

Adenir José Dallé (PMDB) é investigado sobre causa trabalhista de 2009. Ele foi preso nesta segunda-feira por porte ilegal de arma.

A Delegacia Fazendária do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) investiga desvio de verba pública envolvendo a prefeitura de Monte Belo do Sul, município de 2,7 mil habitantes da serra gaúcha. As informações são da Rádio Gaúcha.

Cerca de 15 policiais cumprem, na manhã desta segunda-feira, três mandados de busca e apreensão — dois no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre, na casa e escritório de um ex-procurador do município, cujo nome não foi divulgado, e um em Monte Belo, na residência do prefeito eleito Adenir José Dallé (PMDB), que havia sido prefeito até 2012. Dallé acabou preso por porte ilegal de arma.

O delegado Daniel Mendelski, que investiga o caso, diz que em 2009 houve uma causa trabalhista ganha pela prefeitura contra o INSS. No entanto, os honorários advocatícios ficaram com o ex-procurador, apesar da polícia informar que o dinheiro deveria ficar com o município. Houve cobrança do Tribunal de Contas do Estado e o prefeito, na época, não devolveu o valor.

Foram feitas várias tratativas, e como não houve mais respostas por parte dos investigados, o Deic deflagrou nesta segunda-feira a ação para buscar mais provas sobre o crime de peculato (quando se trata de funcionários públicos),envolvendo desvio e apropriação indébita.

Os valores não foram divulgados pelo Deic, pois a operação está em andamento. A reportagem está tentando ouvir o que tem a dizer os envolvidos.

Fonte: Rádio Gaúcha/ ZH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *