Cálculos para Inter escapar do Z4 podem mudar

Em uma conta conservadora e pessimista, o Inter permanece na primeira divisão em 2017 se vencer quatro dos seus derradeiros oito jogos no Campeonato Brasileiro — dos quais, quatro são no Beira-Rio e quatro, fora. Assim, somaria mais 12 pontos, chegando a 45 ao final da competição. Porém, outras projeções, que inclusive levam em consideração o histórico recente dos rebaixados, apontam que talvez não seja necessário um aproveitamento tão alto na reta final.

Ao largo das possibilidades matemáticas, jogadores, dirigentes e o técnico Celso Roth evitam fazer avaliações mais longas da tabela. Miram e projetam apenas o próximo compromisso desde que a possibilidade de queda surgiu com mais força no horizonte. Ou seja, neste momento, a meta é vencer o Flamengo, domingo, no estádio Beira-Rio.

“Não adianta ficar fazendo contas. Temos que vencer os nossos jogos. Se fizermos isso, vamos sair dessa situação”, confirma Ernando, que concedeu entrevistas ontem à tarde.

A derrota diante do Botafogo, quarta-feira, por 1 a 0, no Rio de Janeiro manteve o time colorado na zona de rebaixamento. Atualmente, vive uma situação ligeiramente melhor do que há três rodadas. Afinal, está apenas um ponto atrás do último clube rebaixado no momento — essa diferença já foi de quatro pontos.

“Precisamos ganhar todos os nossos jogos. Os jogadores lutaram (contra o Botafogo) e estão de parabéns pela entrega”, enfatizou Roth, ainda no estádio Luso-Brasileiro. Depois do jogo contra o Flamengo, o Inter enfrentará uma sequência complicada: Grêmio (F), Santa Cruz (C), Palmeiras (F), Ponte Preta (C), Corinthians (F), Cruzeiro (C) e Fluminense (F).

Além disso, o clube tem compromisso contra o Santos, na próxima quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil. No primeiro jogo, na Vila, o time paulista levou a melhor e venceu por 2 a 1. Ou seja, o Inter precisa ganhar o jogo para seguir no torneio.

Ernando poderá ser lateral

O retorno de Ernando ao time colorado está confirmado. No entanto, a posição que ele jogará diante do Flamengo, neste domingo, ainda é dúvida. Como Celso Roth perdeu William, que recebeu o terceiro cartão amarelo na rodada passada, o zagueiro pode ser improvisado na lateral esquerda, devolvendo Ceará para a sua posição original.

Outra possibilidade é manter Ceará na esquerda, improvisando o volante Fabinho na direita. Uma outra e mais remota alternativa é escalar ou Artur ou Geferson na esquerda, com Ceará na direita.

“O Ceará tem sido improvisado na esquerda e, além disso, há outras opções, como o Geferson e o Artur. Mas não sou eu quem escalarei. Alternativas não faltam, e eu estou à disposição, pois já joguei nas laterais direita e esquerda, embora goste de jogar mais como zagueiro. Independentemente de onde atuar, quero ajudar o Inter a sair dessa posição difícil em que estamos”, finaliza Ernando.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *