Merenda escolar ganha destaque durante Semana da Alimentação em Constantina

Durante a Semana da Alimentação, celebrada de 16 a 22 de outubro, os temas segurança e soberania alimentar e nutricional ganharam destaque em debates e atividades no município de Constantina. O Programa Nacional da Alimentação Escolar (Pnae) determina em lei que as escolas devem adquirir, no mínimo, 30% de produtos oriundos da agricultura familiar. Em Constantina, 45% dos alimentos para a merenda das escolas provêm do campo.

“A segurança alimentar e nutricional consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o atendimento de outras necessidades essenciais. A qualidade dos produtos está na agricultura familiar, através das mãos dos agricultores e agricultoras que produzem o alimento para suas famílias e para a população”, afirmou a extensionista social da Emater/RS-Ascar, Cleyse Cantele.

O município de Constantina firmou uma parceria com 15 agricultores que estão responsáveis por atender a alimentação escolar. São 32 produtos obtidos da agricultura familiar, que garantem uma renda em torno de R$70 mil que são repassados para as famílias produtoras. Os principais produtos obtidos são tempero verde, couve-flor, iogurte, leite, meladinho, alho, repolho, amendoim, bolacha, massa, arroz, feijão, laranja, bergamota, suco de uva, cuca, batata-doce, mandioca, entre outros.

Estes alimentos atendem uma demanda de 1,7 mil alunos da rede municipal e estadual. “Esse é o resultado da soma de esforços da Secretaria Municipal de Educação, dos coordenadores das escolas, da Emater, da Secretaria Municipal da Agricultura e dos atores principais deste processo, os nossos agricultores”, destacou a extensionista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *