Romildo afirma que Primeira Liga tem “déficit político” em 2017

Presidente garantiu que Grêmio apoia e disputa torneio, mas reconheceu dificuldades;

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr, afirmou em entrevista à Rádio Guaíba nesta quarta-feira que o clube está comprometido com a disputa da Primeira Liga. O dirigente admitiu, contudo, que a competição será jogada, em 2017, sob um cenário de “déficit político”

Apesar da proximidade de vários jogos com o Gauchão, Romildo frisou que existe a boa vontade da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) para viabilizar as competições. “Vamos conseguir conciliar as datas da Primeira Liga”, projetou.

O dirigente tricolor salientou que o apoio ao projeto independente dos clubes segue firme por parte dos gremistas, mas reconheceu dificuldades. “A iniciativa saiu prejudicada por conta da falta de cultura dos clubes de trabalhar sua independência e sua gestão profissional”, ponderou. “Temos um longo caminho a percorrer para chegar a uma situação em que os clubes possam sentar e discutir por si”, comentou Romildo. “Este ano, vamos tentar sobreviver.”

 

Fonte:Correio do Povo/Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação CP




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *