PRF registra queda de 12% no número de mortes em acidentes no RS em 2016

Número de multas aumentou em 28% na comparação com 2015;

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou em 2016 uma queda de 12% no número de mortos em acidentes de trânsito nas estradas gaúchas sob sua jurisdição quando comparado ao ano de 2015. No ano passado, a PRF aumentou ainda em 28% o número de multas aplicadas por excesso de velocidade. Para o superintendente da PRF no RS, inspetor Pedro Souza, “isto é reflexo de uma mudança de comportamento. A PRF está fiscalizando e as pessoas estão se conscientizando”.

Conforme balanço da PRF, um total de 346 pessoas perderam a vida em 2016 nas rodovias federais gaúchas, enquanto morreram 393 em 2015. Já o número de feridos teve um pequeno aumento de 2%: 5.643 em 2016 contra 5.507 em 2015. No ano passado ocorreram 4.341 acidentes com feridos ou mortes, sendo verificada uma redução de quase 10% no mesmo período anterior que havia ficado em 4.803.

Para a PRF, a diminuição da violência em suas rodovias deve-se sobretudo aos investimentos em recursos tecnológicos, à fiscalização rigorosa e ao aumento no valor das multas, refletindo um dos objetivos do planejamento estratégico da instituição que é a redução da violência no trânsito das rodovias federais.

Os dados foram divulgados na manhã desta sexta-feira no Centro Metropolitano Administrativo e Operacional da PRF, no km 92 da BR 290, em Porto Alegre.

Em 2016, os policiais rodoviários federais fiscalizaram 589.880 veículos e identificaram 595.816 pessoas, representando aumento respectivamente de 24% e 27% nas abordagens em relação a 2015. O efetivo da PRF direcionou suas ações para combater atitudes que contribuem para a ocorrência dos acidentes, como por exemplo o excesso de velocidade. Para coibir este tipo de infração, os radares foram empregados durante 5.052 horas somente em 2016, representando um aumento de 295% em relação a 2015, quando os radares foram utilizados por 1.280 horas. No total, 202.731 infrações de excesso de velocidade foram flagradas em 2016 contra 157.369 em 2015, significando uma elevação de 28%.

Já o número de multas aplicadas por ultrapassagens cresceu 19%: 16.571 em 2016 contra 13.905 em 2015. Em relação ao cinto de segurança, a PRF emitiu 11.526 multas pela falta do uso de equipamento em 2016 ao passo que foram 3.736 infrações em 2015, o que indicou um acréscimo de 209% entre os dois períodos. A falta de utilização da cadeirinha também está sendo fiscalizado: 902 infrações em 2016 contra 233 casos em 2015.

Em relação a fiscalização de alcoolemia, a PRF realizou 169.809 testes de embriaguez, 41% a mais que em 2015, quando 120.064 testes foram efetuados. Houve um total de 3.311 multas em 2016 contra 3.099 em 2015, ou seja, uma elevação de 7%. No total, somando todas as infrações de trânsito previstas na legislação, os policiais rodoviários federais aplicaram 347.875 multas, um incremento de 28% em relação a 2015, quando 271.806 infrações foram flagradas.

 

Fonte: Correio do Povo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *