Obama recebe Trump na Casa Branca antes da posse

O multimilionário Donald Trump prestou juramento nesta sexta-feira como o 45° presidente dos Estados Unidos, iniciando uma nova era que promete abalar Washington e o mundo.

“Eu Donald J. Trump juro solenimente que vou ocupar, de boa fé, o cargo de presidente dos Estados Unidos e vou, com minha melhor capacidade defender a constituição dos EUA. Que Deus me ajude”, foram as exatas palavras do novo presidente americano”.

“Pessoas do mundo, muito obrigado. Nós os cidadãos dos Estados Unidos agora nos juntamos em um grande esforço para unir o país. Juntos vamos determinar o destino deste país e do mundo nos muitos anos que virão”, disse Trump na abertura de se discurso.

“Já não aceitamos mais políticos que apenas falam, que estão o tempo todo reclamando, mas que nunca fazem nada para mudar. O tempo das conversas vazias acabou. Agora é a hora de agir. Não deixem que ninguém lhes diga que algo não pode ser feito. Não falharemos. Nosso país será próspero uma vez mais”, enfatizou.

É hora de lembrar que não importa se somos negro, brancos ou amarelos, todos sangramos o mesmo sangue patriótico e todos saudamos a mesma grande bandeira americana.”

Na cerimônia, celebrada nas escadarias em frente ao Capitólio, sede do Congresso americano, também prestou juramento o novo vice-presidente, Mike Pence.

O ex-astro televisivo sem nenhuma experiência política, que quer administrar a primeira potência mundial como se fosse uma empresa, criar novos empregos e tornar o país mais protecionista e mais fechado aos imigrantes, sucederá na Casa Branca o democrata Barack Obama.

Incidentes violentos

A capital do país foi tomada por dezenas de milhares de simpatizantes e opositores de Trump.

Um dos muitos protestos contra o futuro presidente, no centro de Washington, registrou incidentes: dezenas de manifestantes, muitos vestidos de preto e encapuzados, atiraram pedras e quebraram a vitrine de uma cafeteria Starbucks, e foram dispersados pela polícia com bombas de gás lacrimogênio, constataram jornalistas da AFP.

A vitória de Trump, que deixou o planeta atônito, está ancorada sobretudo nos votos de uma classe trabalhadora branca que desconfia dos políticos tradicionais e que sente que a globalização a prejudicou, transferindo empregos do México à China.

Os aliados tradicionais dos Estados Unidos observam o magnata imobiliário nova-iorquino com inquietação: após uma campanha divisiva, o republicano Trump, de 70 anos, chega à Casa Branca com a menor popularidade de um novo

presidente em quatro décadas.

Depois do serviço religioso na pequena igreja episcopal de Saint John, perto da Casa Branca, Trump e sua terceira esposa, Melania, uma ex-modelo de 46 anos nascida na Eslovênia, chegaram à Casa Branca nesta sexta-feira.

Obama e sua esposa Michelle os aguardavam de pé na porta, ela com um elegante vestido vermelho longo. Melania, de vestido azul Ralph Lauren ao estilo de Jackie Kennedy, entregou um presente a eles.

Os dois casais presidenciais tomaram um chá na Casa Branca e posteriormente percorreram juntos em uma limousine os quatro quilômetros da avenida Pensilvânia até o Capitólio.

Na escadaria do Congresso, Trump prestará juramento ao meio-dia local (15h00 de Brasília) sobre duas bíblias: uma presenteada a ele por sua mãe, em 1955, e a de Abraham Lincoln, que lutou pela abolição da escravidão, também utilizada por Obama há quatro anos. Posteriormente pronunciará um discurso de 20 minutos.

“Agora teremos fronteiras fortes, e isso criará mais empregos. Agora os Estados Unidos voltarão a ser grandes, a ser fortes. Apenas um outsider como Trump pode limpar o desastre que é Washington”, disse à AFP um de seus eleitores, Michael Hippolito, um policial aposentado de 54 anos, vestido com roupa camuflada que viajou de Nova York para a posse.

Três ex-presidentes também acompanham a posse: Jimmy Carter, George W. Bush e Bill Clinton.

A esposa de Bill, Hillary, que perdeu para Trump a chance de se tornar a primeira mulher presidente dos Estados Unidos, também está presente.

Fonte: Correio do Povo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *