Eike Batista é detido pela PF ao desembarcar no Rio

*Com informações de agências

O voo que trouxe o empresário Eike Batista de Nova York pousou no Aeroporto do Galeão por volta das 10h desta segunda-feira. Com pedido de prisão preventiva, ele desceu da aeronave e foi direto a uma viatura da Polícia Federal, sem passar pelo saguão.

Ele será encaminhado ao Instituto Médico Legal para exames e, em seguida, detido pela PF.

O nome de Eike Batista apareceu na semana passada no âmbito da Operação Eficiência, um desdobramento da Operação Calicute, fase da Lava Jato, sobre propinas pagas por grandes empreiteiras a partidos e políticos para obter contratos da Petrobras. Eike, de 60 anos, é suspeito de lavagem de dinheiro em um esquema de corrupção que também atinge o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, que está preso.

Eike Batista chegou a ser considerado o homem mais rico do Brasil e, em 2012, o sétimo mais rico do mundo pela revista Forbes. Na última quinta-feira, a Polícia Federal tentou deter o empresário em sua casa, no Rio de Janeiro, mas ele não estava lá. Os advogados informaram que Eike viajou a trabalho para Nova York e que voltaria ao Brasil para se entregar. A Polícia Federal o considerou foragido e a Interpol incluiu seu nome na lista de captura internacional.

Fonte: Correio do Povo



Welliton Fortes introduziu-se na Comunicação bastante cedo. Aos 14 anos, teve seu primeiro programa indo ao AR através da Rádio Navegantes, na época, intitulado Parada Pop. Naquele tempo, o mesmo identificou-se com os microfones, foi se aperfeiçoando, adquirindo seu espaço na 98.3. Em três anos como comunicador, ganhou experiência, apresentando programas de diversos gêneros. Em fevereiro deste ano (2016), já aos 18 anos, assumiu o Jornalismo da Rádio Navegantes, onde vem desempenhando um excelente trabalho, com o objetivo principal de noticiar/informar os rondaltenses sobre acontecimentos do município, curiosidades, informações da região norte do estado e casos de grande repercussão a nível nacional, tudo isso, aliado a veracidade que compõe a sua escrita, onde toda equipe busca trabalhar com fontes concretas. Segundo Welliton, ainda há muito a ser aprimorado. Somente pensando dessa forma a comunidade estará bem informada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *