“Dizer que não vai sair mais ninguém é agredir o orçamento do clube”, diz Odorico

Vice de futebol do Grêmio admitiu necessidade de novas vendas após saída de Walace

A confirmação da venda de Walace para o Hamburgo não fecha as portas para saída de jogadores no Grêmio. Durante a apresentação do lateral Cortez nesta segunda-feira, o vice de futebol Odorico Roman disse que não pode garantir que outros atletas não serão vendidos. “Dizer que não vai sair mais ninguém é agredir o orçamento do clube. Temos de fazer R$ 60 milhões para mantar o orçamento de 2017″, afirmou o dirigente.

Walace foi vendido ao Hamburgo por 10 milhões de euros, equivalente a R$ 33 milhões. O Grêmio tem direito a 60%, o que dá em torno de R$ 20 milhões. Odorico destacou que o orçamento do clube prevê uma receita de R$ 60 milhões com vendas de jogadores. A ideia da direção, no entanto, é evitar vendas na atual janela de transferências. Nos principais países da Europa, a janela se fecha amanhã. No entanto, em outros mercados, caso da China, ainda se estendem pelo mês de fevereiro.

Odorico admitiu que o Grêmio esperava vender Walace por um valor maior. ”Às vezes, as negociações tomam o rumo que a gente não consegue administrar da melhor forma. O Grêmio vai receber um valor significativo. Obviamente que tínhamos a ideia de que conseguiríamos mais futuramente ou até mesmo agora, podendo conversar, mas as vezes a negociação toma um rumo que foge um pouco do controle do clube”, afirmou.

Jadson praticamente descartado

Durante a coletiva, o vice de futebol do Grêmio Odorico Roman praticamente descartou a contratação do meia Jadson, um pedido do técnico Renato Portaluppi. O motivo é o alto salário pedido pelo jogador. “O Jadson foi oferecido ao Grêmio, mas os valores propostos ficam muito acima. Não existe nenhuma possibilidade de o Jadson vir com esses valores”, condicionou.

 

Fonte: Correio do Povo



Welliton Fortes introduziu-se na Comunicação bastante cedo. Aos 14 anos, teve seu primeiro programa indo ao AR através da Rádio Navegantes, na época, intitulado Parada Pop. Naquele tempo, o mesmo identificou-se com os microfones, foi se aperfeiçoando, adquirindo seu espaço na 98.3. Em três anos como comunicador, ganhou experiência, apresentando programas de diversos gêneros. Em fevereiro deste ano (2016), já aos 18 anos, assumiu o Jornalismo da Rádio Navegantes, onde vem desempenhando um excelente trabalho, com o objetivo principal de noticiar/informar os rondaltenses sobre acontecimentos do município, curiosidades, informações da região norte do estado e casos de grande repercussão a nível nacional, tudo isso, aliado a veracidade que compõe a sua escrita, onde toda equipe busca trabalhar com fontes concretas. Segundo Welliton, ainda há muito a ser aprimorado. Somente pensando dessa forma a comunidade estará bem informada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *