Caminhoneiros deflagram greve contra baixo valor do frete

Caminhoneiros organizados em Palmeira das Missões iniciaram  paralisação nesta terça feira (17) no entroncamento das rodovias RS 569 com a BR 468 no pórtico norte da cidade, motoristas dos chamados caminhões graneleiros são “convidados” a aderirem o movimento e os caminhões são estacionados junto ao patio da Inducalca, em outro extremo da cidade no chamado trevo da  Hípica um segundo bloqueio foi organizado, na BR 158, na manhã desta terça(17) aconteceu queima de pneus.

A GREVE

Desde a sexta-feira (13 de Janeiro), vários pontos de rodovias em MT estão com bloqueios parciais por conta de uma greve de caminhoneiros. Os caminhoneiros, liderados pelo Movimento dos Transportadores de Grãos, lutam pela melhora do valor do frete, defasado há vários anos, e também a redução do valor do diesel.

O primeiro ponto de paralisação ocorreu em Rondonópolis-MT, na BR-364. Agora há pelo menos seis pontos de paralisação, sendo na BR-364 em Rondonópolis, nos km km 119, na pista norte, km 201, na pista sul, no km 206, as duas pistas sentido sul (o trecho é duplicado), e no km 209, na pista norte, também na BR-163, entre Matupá e Peixoto de Azevedo-MT, e outro ponto entre Matupá e Guarantã do Norte-MT.

Os caminhoneiros também começam a se  mobilizar em outros estados do país, para aumentar o movimento grevista. No Paraná o Sinditac realizou reunião para iniciar protestos no estado. Diversos grupos nas redes sociais também servem como pontos de troca de informações entre os caminhoneiros, e com isso o movimento grevista deve engrossar nos próximos dias.

 

 

 

Fonte:Informações/imagens/ Sidnei Farias Jornalismo RP




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *