“Temos que mudar essa situação, melhorar muito”, diz Messi após derrota para o Brasil

A derrota para o Brasil por 3 a 0, na última quinta-feira, em Minas Gerais, aprofundou a crise que vive a Argentina e gerou declarações fortes de seus jogadores. Mesmo com o resultado, os “hermanos” permaneceram na sexta colocação com 16 pontos, mas sentiram a aproximação do Peru, que goleou o Paraguai e chegou aos 14 pontos. Restando sete rodadas, a determinação de todos do grupo é voltar a vencer depois de quatro partidas sem vitórias.

“Temos que mudar essa situação de m…”, declarou Messi. “Temos que melhorar muito. Não podemos repetir o que estamos fazendo, mesmo dependendo de nós mesmos (para classificar). Não pode entregar pontos, em especial, em casa. Temos que mudar muito”, revelou o craque do Barcelona.

Messi admitiu que a equipe sentiu muito o primeiro gol no Mineirão e acabou se perdendo com o segundo. “Não esperávamos esse resultado, apesar de enfrentar um rival complicado. Duríssimo. Nos perdemos. Nos desarmamos. Inclusive, podia ter sido pior. Não tivemos reação. Deixamos espaços e eles nos liquidaram”, disse Leo ao Diário Olé.

A opinião foi compartilhada pelo experiente Biglia. “Depois do gol caímos psicologicamente. Foi um golpe muito duro”, revelou ao Clarin. Para Agüero, a seleção da Argentina só voltará a vencer, após voltar a se portar como os times que conquistaram a Copa do Mundo. “Tudo que estamos passando, infui no rendimento, mas temos que tratar de voltar a atuar como nas fases vencedoras”, disse ao Olé.

Já o goleiro Andújar optou por enfrentar os críticos. “Avante Argentina e nada mais. Todos os faladores que criticam e desfrutam do mau momento se pode ir a p.. Faltam muitos pontos”, escreveu o titular da meta argentina na sua conta no Instagram.

Apesar dos últimos resultados, dois empates e duas derrotas, o técnico Edgardo Bauza segue confiante na confirmação da Argentina para a Copa do Mundo da Rússia 2018. “Estamos fortes e em três dias temos uma revanche importantíssima como locais. A classificação depende de nós”, afirmou o ex-técnico do São Paulo. Na próxima terça-feira, a Argentina enfrenta a Colômbia, em San Juan, às 21h30min.

Fonte: Correio do Povo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *