Envergonhado, Alex pede desculpas ao massagista Banha

Alex não gostou de ser substituído aos 28 minutos do segundo tempo, na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras. Com o semblante fechado, ele arremessou a braçadeira em Ernando, deixou o gramado correndo, cumprimentou Valdívia e deixou o gramado. Próximo do banco de reservas, o massagista Paulo Renato Avis da Silva, conhecido como Banha, ofereceu uma garrafa de água para o indignado jogador, que em uma atitude agressiva bateu com a mão no objeto e sentou revoltado no reservado. Durante a madrugada desta segunda-feira, o meia utilizou a sua conta no Instagram para pedir desculpa ao profissional e a sua família.

“Estou aqui morrendo de vergonha com a situação que aconteceu com o ‘Banha’. Ainda mais o Banha, que não merece nada disso. Nem os outros profissionais. Nenhum ser humano merece. O mínimo que tenho que fazer é pedir desculpas e colocar a minha cara para isso sim, pois fiquei envergonhado pelos meus filhos, pela minha família, pelo Sport Club Internacional e os torcedores que eu defendo. Ao Banha e sua família mil perdões. Prometo que jamais irei fazer algo parecido. Sempre procurei me conter e é muito triste viver isso (voz fica embargada). Realmente me dói bastante e incomoda. Nada justifica. Não tem explicação. Só quero pedir desculpas para o Banha e para a sua família”, afirmou Alex em um vídeo.

Fonte: Correio do Povo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *