Grêmio enfrenta Atlético-PR em duelo direto por vaga na Libertadores

Começa nesta quinta-feira a maratona de decisões que o Grêmio terá pela frente em um intervalo de dez dias. Contra o Atlético-PR, na Arena, a partir das 21h, o Tricolor não pode vislumbrar outro resultado que não seja a vitória. O time paranaense é adversário direto na briga pelo G6 e apenas dois pontos separam ambos na tabela, com o Furacão à frente. Restando nove partidas para o término do campeonato, não há espaço para tropeços.

Renato Portaluppi sabe da importância da partida. Tanto que fez mistério quanto à escalação da equipe. Ontem, o treinador fechou a primeira parte do treinamento na Arena. Ele não confirmou se Maicon retoma a titularidade. Caso o volante seja escalado, Walace ou Jailson deixam o time. Luan tem retorno confirmado no ataque após cumprir suspensão, assim como Marcelo Oliveira na lateral esquerda. Pedro Rocha e Everton são os postulantes a uma vaga no setor ofensivo, ao lado de Luan.

“Faltam nove jogos para acabar o campeonato e agora, é tudo decisão, é mata-mata. Às vezes a gente perde um jogo no primeiro turno e consegue recuperar depois. Agora, não. Perdeu, já era”, definiu o lateral-direito Edílson. Quem desfalca o Grêmio é o goleiro Marcelo Grohe. A fascite plantar no pé esquerdo voltou a incomodar o jogador, que será preservado para o duelo com o Palmeiras, na próxima quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Se Grohe está fora, Renato pode comemorar o retorno de Maicon. O volante está recuperado de uma lesão muscular e volta no momento decisivo da temporada. “Não sei se vou jogar, vamos aguardar a escalação. Se o Renato precisar, estou à disposição e vou buscar fazer o melhor, como sempre fiz. Aqui todo mundo se respeita, a disputa é sadia”, comentou o jogador.

“A abertura de mais duas vagas para a Libertadores fez com que algumas equipes que achavam que não teriam mais chances, passassem a ter. Vai ser uma disputa equilibrada até o final. A gente sabe que será um jogo difícil, mas vamos jogar em casa e com o apoio do nosso torcedor, temos que vencer”, completou o volante gremista.

Atlético-PR busca o equilíbrio

Apesar de estar na sexta colocação no Brasileirão, o técnico Paulo Autuori preocupa-se com a instabilidade do Atlético Paranaense. O Furacão tem a melhor defesa do campeonato e um aproveitamento de 85% como anfitrião. Mas ao mesmo tempo apresenta o quinto pior ataque e tem apenas 16% de aproveitamento como visitante. O técnico diz que a preocupação é com o todo: “Se no final conseguirmos atingir os objetivos traçados, maravilha”.

Para o jogo desta quinta, Autuori não conta com o atacante Lucas Fernandes (suspenso pelo terceiro amarelo), o zagueiro Cleberson (lesões na face e no joelho) e os atacantes Luan (lesão na coxa esquerda) e André Lima (edema no joelho esquerdo).

Fonte: Correio do Povo




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *